domingo, 11 de abril de 2010

Metas

Querer alcaçar alvos estabelecidos a tanto tempo não é fácil, mas a vontade de chegar lá rápido é o que motiva. As vezes penso que estou indo contra uma maré muito forte, remando sozinha e de repente encontro alguém que me acompanha, lado a lado e mais que isso: me empurra. É tão bom pensar que tem mais pessoas que pensam como eu, apesar de poucos, mas esses poucos com muita vontade de tornar utopias realidade. Afinal, os jovens de hoje não são como antes. Sei que não devemos ter saudosismo, porque vivemos em outro momento histórico, mas o comodismo dominou a nossa geração. Quem reinvidica é visto como louco, sonhador, extremista, CDF, sei lá... me chamam de tanta coisa que nem sei... rsrs Mas a luta continuará, fale o que falar, essa foi a maneira que me encontrei.
Acomodar não está na minha essencia...

2 comentários:

Paulo Flavio disse...

Ah belos idialistas... tão inoscente são os seus olhos... Dionísio, não tens compaixão por eles... porque os abandona? Ai de mim, quero rogar praga contra aos deuses, porque não arrancam esses olhos sonhadores... sentiriam menos dor assim...
Mas quando suas ferridas tornarem-se fogo... quando as dores do mundo real não suportarem mais...
Permitam... permitam lhe amenizar suas dores, sobre suas chagas colocarei um manto quente... e a experiência de alguém que um dia também sonhou... mas hoje prefere a escuridão dos conformados...

Que Dionísio um dia me perdoe...

Paulo Flavio de Andrade
Ciências Sociais - UnC

Paulo Flavio disse...

Mas como prometeu ignorarei os deuses... e lançar-me-ei no mundo dos sonhos... e se findo a batalha estiver em carne de joelhos aos pés de Zeus... dar-lhe-ei o direito de minha vida... mas como espartano terei a certeza de no fogo da batalha ter caido...

Postar um comentário