domingo, 3 de abril de 2011

Nostalgia...

Se me perguntares porque estou aqui, o que faço aqui, não saberei responder-te. Nem me perguntes, evite perguntas... Não tenho respostas agora, somente questionamentos... entenda-me se me veres chorando por qualquer coisa, ou me apegando facilmente as pessoas, ou gritando descontrolada por não ter outro jeito de externar meus sentimentos, por não saber ser de outro jeito... se me veres caminhando pela casa tentando encontrar um lugar só meu, se me veres procurando o sono na madrugada, se me encontrares enlouquecida sem ação... Não queria estar onde estou. Sinto saudades das mínimas coisas e das máximas... Dos amigos, dos momentos, dos alunos, da escola... dos sonhos que não sei para onde foram... Não é uma questão de escolha! Nem tudo é questão de escolha. Nem sempre o querer é poder. Não me basta decorar pratos, fazer deliciosos jantares e almoços, esconder-me atrás de uma bela torta decorada. Não me basta as promessas da remuneração. Sinto falta de ensinar, de querer transformar, dos olhos sedentos dos meus alunos, do carinho dos colegas de trabalho... Não sou alguém sem objetivos, como ouvi dias atrás. Tenho bem certo meus desejos, mas não sei por onde continuá-los. Não tenho as condições necessárias pra isso... Vivi intensamente pra sentir saudades...

2 comentários:

◄CoNsThAnCiA► disse...

Não sei o que escrever diante de tudo isso... Mas sei que nenhuma situação dura para sempre! Mesmo com dor, se houver aí um pouquinho de força, use-a para apegar-se nessa esperança: um novo tempo virá! =]

Adriane disse...

Entendo-lhe perfeitamente... E com isso posso lhe dizer que nada lhe deixará mais forte do que as experiências... Que as mais dificeis te levarào ao topo... Acredite nisso! bjus

Postar um comentário